O Papel da Arte

LITOGRAFIA

"Costumes do Rio de Janeiro", litografia, 1835. Rugendas.

Baseia-a na repulsão que a água tem pela gordura e que esta tem pela água. Numa pedra calcárea perfeitamente desengordurada, o desenho e feito por lápis gorduroso ou tinta, também gordurosa, aplicada a pincel ou caneta. Uma solução ácida fixa a gordura à pedra. A impressão se dá através de prensa litográfica que, como a calcográfica, se compõe de cama com movimentos de vai-e-vem, onde se coloca a pedra. Sobre a pedra entintada é colocado o papel a receber a impressão e por cima,  o cartão de proteção. A pressão regulável e perpendicular é feita por ratora. Para a entintagem, a pedra é molhada. A parte sem gordura absorve a água a água e  ficando úmida, a área engordurada repele-a. Com o rolo é passada a tinta, que é gordurosa. Onde está traçado o desenho, e a pedra se mantém engordurada, a tinta é retida. Na pedra sem desenho, que está úmida, a tinta é recusada.

A tinta aplicada a pincel ou caneta, obstrói o grão da pedra, e imprime, portanto em chapa compacta, quer em traços ou planos. O craiom gorduroso atinge só as partes altas e, dependendo da força com que é usado, da granulação da pedra, imprime mostrando essa granulação. Com o craiom pode-se trabalhar dos cinzas mais leves aos pretos mais intensos. A pedra também pode ser engordurada por tinta líquida que permite ser jogada ou pulverizada, imprimindo manchas e pontos irregulares.

 Fonte:

DASILVA, Orlando. A Arte maior da Gravura: participação gráfica de Marcello Grassmann. São Paulo, ESPADE, 1976.

OS SALÕES CARICATURAIS DE ANGELO AGOSTINI

Figura intrigante, crítica, política e ativa, Agostini marcou com seu traço a história brasileira. Nos periódicos pelos quais passou, ficou seu caráter militante, sua ironia e comicidade estampados nos seus comentários. Suas críticas provocaram inquietações e descontentamentos para os quais a imprensa ... leia mais

© Copyright 2010 - Todos os direitos reservados - Made with WordPress