O Papel da Arte

OFICINA DE GRAVURA CARLOS OSWALD

 

A "Prensa Mater" a primeira prensa que chegou ao Brasil, utilizada por Carlos Oswald no ensino da Gravura Artística.

O Papel da Arte foi conhecer a Oficina de Gravura Carlos Oswald, o primeiro núcleo de ensino didático de gravura em metal do país, fundada pelo Mestre que lhe dá o nome e até hoje em atividade no Liceu de Artes e Ofícios na Cidade do Rio de Janeiro, após a reinauguração em 2004 depois de um pequeno espaço de tempo fechada. Lá conhecemos Gabriel Vieira, responsável pelo funcionamento do espaço que junto com Luciane Chio, desenvolvem o ensino da gravura nas mais diversas técnicas. Esses dois jovens e brilhantes gravadores são também marido e mulher, o que propicia uma cumplicidade no ensino e na busca de soluções artísticas apresentadas pelos alunos. Mesmo possuindo estilos diferentes vemos que existe uma certa cumplicidade na criação de ambos.

Os cursos da Oficina de Gravura Carlos Oswald são abertos a todos que têm interesse no papel como suporte para a arte, funcionando como um atelier aberto para artistas já experientes ou mesmo para quem ainda não produziu sua primeira gravura. Um dos alunos mantem um blog muito legal sobre o desenvolvimento das atividades do espaço e que vale a pena ser visitado: http://oficinadegravura.blogspot.com

A Oficina está direcionada para a produção de gravuras em metal, relevo, em côncavo e litografia. Lá o papel do professor não está preso àquela figura distante que somente ensina  mas sim a do profissional contemporâneo que “troca figurinhas”,  fazendo um intercâmbio de aprendizado e experiências onde todos saem mais enriquecidos  e proporcionando  uma liberdade criativa  sem contudo perder o caráter individual de cada artista.  Professor e aluno trabalham juntos em busca deste processo  que em muitas das vezes o aluno ainda não sabe como expressar, necessitando de alguém mais experiente que  lhe mostre alguma direção a ser tomada. Tanto Gabriel como Luciane são formados pela  Escola de Belas Artes da UFRJ.

Gabriel Vieira e Luciane Chio: orientadores da Oficina de Gravura Carlos Oswald.

Uma das grandes honras a que todos os alunos que frequentam a Oficina C.A. é a de imprimirem suas gravuras na mesma prensa que Modesto Brocos, um dos primeiros xilogravuristas do País, comprou ainda no século XIX para dar início ao ensino da gravura artística. Modesto Brocos nunca viu o equipamento em uso cabendo à  Carlos Oswald a montagem e a inauguração do primeiro curso.  Somente conhecendo um pouco sobre a história do desenvolvimento dessa arte no Brasil é que podemos mensurar a importância dessa famosa prensa e de todos os grandes artistas gravadores do Brasil que nela imprimiram seus primeiros trabalhos. Poderíamos comparar a importância dessa prensa para a história da gravura brasileira como a Palma Mater, a primeira palmeira imperial trazida para o Brasil e plantada pelo Principe Regente Dom João VI no Jardim Botânico do Rio de Janeiro, dando origens a todas as outras que encontramos pela nossa cidade.

Gabriel Viera nos conta que hoje a Oficina possui alguns alunos fixos que têm desenvolvido trabalhos consistentes, inclusive participando de mostras internacionais e recebendo prêmios. Os convites que a  Oficina de Gravuras Carlos Oswald recebe para participar de concursos e exposições em todo o mundo, são uma demonstração do prestígio que a gravura brasileira ainda possui no exterior e que após algum período em decadência no Brasil, volta a crescer e despertar a curiosidade de muitos artistas jovens. A obra “Auto Limite”, uma xilogravura de topo do próprio Gabriel, foi laureada com o Grand Prix na Bienal de Gravura do Canadá.

"Auto Limite": Grand Prix na Bienal de Gravura do Canadá, xilogravura de topo, Gabriel Vieira.

Carlos Oswald, Henrique Oswald, Orlando Dasilva,  Egdar Cognat e  Luís Marques,  ex-professores desta Oficina, com certeza estão orgulhosos com os frutos que plantaram, ao verem   que a gravura continua exercendo um  fascínio sobre  uma nova geração de artistas. A gravura brasileira do século passado possui bases sólidas para a construção de uma gravura contemporânea original e de qualidade. Como exemplo podemos citar a participação da Oficina, através  do artista Marcellus Machado, na  HKGAF – Hong Kong Art Graphic Fiesta 2010, na China  (http://www.open-printshop.org.hk/). “Será um importante momento da trajetória internacional da Oficina.  A informação é imprescindível no mundo contemporâneo e nós tentamos nos manter o mais próximo possível da cena internacional da gravura”, complementa Gabriel.

Julio Reis

 

Informações sobre o atelier de gravura:

LICEU DE ARTES E OFICIOS DO RIO DE JANEIRO
OFICINA DE GRAVURA CARLOS OSWALD
Rua Frederico Silva,  86   Praça XI 
Tel.: (21) 2224-5814 / 8692-0901
Horário de funcionamento:
4ª  à 6ª  de  9h às 16h  e Sáb de 9h às 13h.
www.liceudearteseoficios.com.br
oficinacarlososwald@hotmail.com

JULIO REIS NO PROGRAMA “BRASIL É ISSO” NA REDE VIDA

  Aristóteles Drummond, comanda o excelente programa BRASIL É ISSO, na Rede Vida,  onde entrevista pessoas dos mais diversos segmentos da sociedade brasileira. Políticos, artistas, empreendedores,  advogados, médicos, intelectuais  etc fazem parte de sua pauta nos trazendo novos conhecimentos, conceitos e idéias sobre a sociedade em que ... leia mais

© Copyright 2010 - Todos os direitos reservados - Made with WordPress