O Papel da Arte

Pimentel, Wanda

Wanda Pimentel, artista plástica.

Wanda Pimentel, artista plástica.

Pintora, desenhista e escultora. Estuda pintura com Ivan Serpa no Museu de Arte Moderna – MAM – Rio, 1965. Seus trabalhos foram aceitos nas I e II Bienal Nacional de Artes Plásticas, Salvador, BA, 1966 e 1968. Recebe o certificado de Isenção de Júri no XVII Salão Nacional de Arte Moderna, Rio de Janeiro, RJ, 1969, ano que estreia com exposições individuais na Galerie Debret, Paris e Galeria Relevo, Rio de Janeiro. Participou da Bienal Internacional de São Paulo, 1971; da mostra Arte/Brasil 50 anos Depois/ Hoje, São Paulo, 1972; e, no Rio de Janeiro, do Salão de Verão (com prêmio de viagem ao exterior), 1969; do Panorama de Arte Atual Brasileira, 1970, 1972, 1973 e 1990; Arte Agora I: Brasil, 70-75. Integrou a delegação nacional em importantes exposições de arte brasileira no exterior, como a Exposição Internacional de Desenho de Porto Rico, 1968; Bienal de Paris, 1971 e a Trienal de Gravura de Buenos Aires, 1979. Realizou exposição individual na galeria São Paulo, São Paulo, SP, 1996. Nos últimos anos realizou exposições individuais no Rio de Janeiro em espaços institucionais como Centro Cultural Banco do Brasil, 1994; Paço Imperial, 1997; Parque Lage, 2000, e Museu de Are Moderna, MAM-Rio, 2004. A seu respeito, afirmou em 1973, o crítico de arte Roberto Pontual: “…O que ela denuncia, prescindindo da gesticulação é a desumanização do mundo moderno, nos ambientes suspensos em frieza, indiferença, mutismo tenso, hipertrofia do objeto e consequente  isolamento, perda da identidade e ruptura da comunicação.”. André Seffrin, em pesquisa realizada para a Bolsa de Arte, transcreve crítica do Jornal do Commércio de 15 de outubro de 1979, assinada por Walmir Ayala: “Não é difícil surpreender a magia dessas construções de linear organicidade, este despojamento do material que comunica um verdadeiro sopro do espírito, sem os disfarces do onirismo ou da alucinação. São formas puras, tintas sem sombras, perspectivas que se cruzam e eliminam qualquer sintoma decorativo, para pulsar com sua alma poderosamente espacial.”.  Seu nome aparece grafado como Vanda Pimentel e Wanda Pimentel. Vive trabalha no Rio de Janeiro.

Referências:PONTUAL, ROBERTO, “Dicionário das Artes Plásticas no Brasil”, Editora Civilização Brasileira, 1969; PONTUAL, ROBERTO, “Arte/Brasil 50 Anos Depois/Hoje, Ed. Collectio, 1973;  PONTUAL, ROBERTO, “Arte Brasileira Contemporânea-Coleção Gilberto Chateaubriand”, Ed. JB, 1976; PONTUAL, ROBERTO, “Entre Dois Séculos-Arte Brasileira do Século XX na Coleção Gilberto Chateaubriand”, Ed. JB, 1987; SEFFRIN, ANDRÉ, Catálogo Bolsa de Arte do Rio de Janeiro, 2007.

Obra à venda:

"Carro", serigrafia original de Wanda Pimentel.

“Carro”, serigrafia original de Wanda Pimentel.

Carro“, 1970.
Serigrafia colorida.
Tiragem: 64/100.
Medida interna: 38cm x 64cm
Medida: 50cm x 70cm
VENDIDA
Procedência: Ex-Coleção Clarival do Prado Valladares.

GOELDI: REIMPRESSÃO DE GRAVURA PARA “EDIÇÃO COMEMORATIVA”

Para registrar a passagem do 55º ano de falecimento de Oswaldo Goeldi, um dos mais importantes artistas brasileiros durante o século passado, a Associação Cultural Oswaldo Goeldi e o Projeto Goeldi, através de sua curadora Lani Goeldi, promoveu a reimpressão de uma ... leia mais

© Copyright 2010 - Todos os direitos reservados - Made with WordPress