O Papel da Arte

PROCESSO DO ENXOFRE

"Retrato", Processo do Enxofre, 1953. Iberê Camargo.

“Consiste em passar sobre a superfície do cobre, previamente desengraxado uma mistura de óleo de oliva e enxofre. Esta mistura ataca o cobre, dando um finíssimo granulado. O valor da mersura dependo do tempo que a mistura permanece sobre o metal. Também pode-se aplicar o óleo de oliva a pincel, e, em seguida, pulverizar flor de enxofre, usando um saquinho de pano com trama fina. Em poucos minutos, o cobre enegrece sob a ação dessa mistura que age como mordente. Terminada a mersura, lava-se perfeitamente a placa com essência. Repete-se o ataque sempre que se deseja escurecer o valor.  Este processo não pode ser usado sobre o zinco, que não é atacado pela mistura de óleo de oliva e enxofre.”

Fontes:

CAMARGO, Iberê. A Gravura.  Topal, São Paulo, 1975.
CAMARGO, Iberê. A Gravura.  Porto Alegre, Sagra: DC Luzzatto, 1992.

OFICINA DE GRAVURA CARLOS OSWALD

  O Papel da Arte foi conhecer a Oficina de Gravura Carlos Oswald, o primeiro núcleo de ensino didático de gravura em metal do país, fundada pelo Mestre que lhe dá o nome e até hoje em atividade no Liceu de Artes e ... leia mais

© Copyright 2010 - Todos os direitos reservados - Made with WordPress