O Papel da Arte

Serpa, Ivan

Ivan Serpa

Ivan Ferreira Serpa (Rio de Janeiro RJ 1923 – idem 1973). Pintor, gravador, desenhista, professor. Estuda pintura, gravura e desenho com Axl Leskoschek, entre 1946 e 1948, no Rio de Janeiro. Em 1949, ministra suas primeiras aulas no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro – MAM/RJ, onde, a partir de 1952, exerce sistemática atividade didática, em especial no ensino infantil. No ano de 1954, publica o livro Crescimento e Criação, com texto de Mário Pedrosa, sobre sua experiência no ensino de arte para crianças. Nesse mesmo ano, ao lado de Ferreira Gullar e Mário Pedrosa, cria o Grupo Frente, integrado por Franz Weissmann, Lygia Clark, Aluísio Carvão, Hélio Oiticica, Décio Vieira e Lygia Pape. Permanece na liderança do grupo até sua dissolução, em 1956. Apesar da liberdade de pontos de vista estéticos no grupo, há o predomínio de artistas concretistas. Em 1957, recebe o prêmio de viagem ao exterior no Salão Nacional de Arte Moderna – SNAM. Participa da exposição Opinião 65, evento que marca a difusão de uma nova arte de tendência figurativa, a neofiguração. A obra de Ivan Serpa, desde o início de sua carreira, oscila entre o figurativismo e a arte concreta. Em 1970, funda, com Bruno Tausz, o Centro de Pesquisa de Arte no Rio de Janeiro.

Fonte: www.itaucultural.org.br

Obra à venda:

“sem título”, litogravura, Ivan Serpa.

“Sem título”
42cm x 30cm
Litogravura, 25/50, 1969.
R$ 1.500,00

 

PRIMÓRDIOS DA GRAVURA BRASILEIRA ATÉ GOELDI

A Fundação Bienal de São Paulo, publicou em novembro/dezembro de 1974, o livro "Mostra da Gravura Brasileira" e convidou os mais importantes criticos de arte para falarem um pouco sobre a história da gravura no pais, desde os primórdios da colônia até  a ... leia mais

© Copyright 2010 - Todos os direitos reservados - Made with WordPress