O Papel da Arte

Silva, Fernando V. da

Fernando V. da Silva nasceu no Rio de Janeiro em 1939.  É autodidata, tendo inciado-se na pintura e gravura em 1964.  O crítico de arte Geraldo Edson de Andrade resume bem sua obra:  “Fernando V. da Silva figura entre os bons artistas brasileiros de inspiração popular. (…) com a sua pintura simples, sem qualquer rebuscamento, procura inserir-se entre aqueles que captam a alma popular do seu povo. Isto, aliás, é um dom que está muito ligado aos artistas de cunho primitivista, o de querer penetrar no âmago da vivência cultural do seu país através de uma linguagem que lhe seja inerente. Fernando V. da Silva é, pois, um intérprete do sentimento do seu povo. Daí a sua preferência por motivos que lhe falam mais diretamente, em destaque àqueles que externam alegria, como as festas. O seu cenário, na maioria das vezes, é o subúrbio, o morro carioca, onde ele se inspira para compor cenas de uma suave delicadeza de detalhes, captando-lhe os seus momentos de extrema singeleza, ao mesmo tempo os momentos mais característicos naquilo que forma a sua essência, e por que não dizer, a sua brasilidade. (…) Bom colorista, que nunca chega a abusar das cores puras, o artista é ainda dotado de uma técnica pontilhista na composição de suas telas, um pontilhismo ingênuo, é verdade, porém funcional na medida em que ele, sem querer alcançar as nuances de luz dos impressionistas, faz da técnica uma expressão a serviço de sua linguagem”.

Obra à venda:

"O batalhador", Fernando V. da Silva.

“O batalhador”, 2003.
Xilogravura, 35/50.
16,5cm x 16,7cm
R$ 180,00

O DEBRET QUE NÃO CONHECEMOS

Ao entrar no Gabinete de Gravuras  e Fotografias da Biblioteca Nacional da França, em 2015, à procura de estampas  usadas para o ensino didático do desenho no século XIX, Marcelo Gonczarowska Jorge, então estudante de mestrado da UnB e bolsista do Instituto ... leia mais

© Copyright 2010 - Todos os direitos reservados - Made with WordPress