O Papel da Arte

Weingartner, Pedro

 

Pedro Weingartner

Pedro Weingartner (Porto Alegre RS 1853 – idem 1929). Pintor, gravador, litógrafo, desenhista e professor. Filho de imigrantes alemães, trabalha inicialmente como caixeiro-viajante e depois como litógrafo. Em 1879, viaja por conta própria para Hamburgo, na Alemanha, e estuda no Liceu de Artes e Ofícios. Posteriormente, segue para Karlsruhe, cursa a Escola de Belas Artes de Baden, onde é aluno de Ferdinand Keller (1842 – 1922), Theodor Poeckh (1839 – 1921) e Ernst Hildebrandt. No início dos anos 1880, viaja para Paris, estuda com Tony Robert-Fleury (1837 – 1911) e William-Adolphe Bouguereau (1825 – 1905), com quem permanece por três anos. Bouguereau solicita ao imperador dom Pedro II (1825 – 1891) uma bolsa para que o jovem possa continuar seus estudos na Europa. Em 1886, Weingartner passa a residir em Roma, onde permanece por longo período. Viaja constantemente ao Brasil e participa de diversas exposições. Realiza mostra individual no Rio de Janeiro, em 1888, com paisagens e cenas de gênero, que são muito elogiadas pelos críticos brasileiros. De volta ao Brasil, em 1891, torna-se professor da cadeira de desenho figurado na Escola Nacional de Belas Artes – Enba, no Rio e Janeiro. Realiza diversas viagens ao sul do país, e explora temas regionais, que se tornam freqüentes em sua produção. Viaja novamente para a Itália, entre 1896 e 1902, e posteriormente, entre 1911 e 1920, realizando constantes viagens ao Brasil. Passa a dedicar-se também à técnica da água-forte, da qual é um dos precursores no país.

Fonte:  Instituto Itaú Cultural.

Obra à venda: 

"Tempora Mutantur", gravura, Pedro Weingartner.

“Tempora Mutantur”
Gravura
11cm x 15cm
R$ 6.500,00 

Nota: Essa obra participou da exposição retrospectiva do artista realizada na Pinacoteca do Estado de São Paulo em 2009.

A XILOGRAFIA POPULAR DO NORDESTE E ALGUNS CASOS DE INTERCÂMBIO FORMAL COM A ARTE ERUDITA

Mario Barata Um estudo sobre a gravura brasileira não pode deixar de examinar alguns dos contatos que no século XX existiram entre a xilo popular e a arte erudita. A partir de colecionamentos básicos, como os da Fundação Casa de Rui Barbosa (RJ), ... leia mais

© Copyright 2010 - Todos os direitos reservados - Made with WordPress