O Papel da Arte

Zé Igino e seu universo lúdico na gravura em metal

"Bichinhos", gravura em metal colorida com relevo, de Jose Igino.

“Bichinhos”, gravura em metal colorida com relevo, de Jose Igino.

Na gravura em madeira já é conhecido o trabalho do artista popular, principalmente daqueles do Nordeste,  porém na gravura em metal é um caso mais raro, e este é um dos pontos de interesse da obra José Igino. Enquanto os artistas populares – os xilogravadores do Nordeste – já têm um repertório local, temas e raízes como os da literatura de cordel, Zé Igino, que é morador de uma comunidade em Niterói, não tem onde buscar essa tradição e vai caminhando por um mundo que às vezes é nosso conhecido, às vezes saído de suas reminiscências de infância e do contato com um mundo que lhe é afim.

“Bichinhos”, 1990. Gravura em metal colorida colorida de Jose Igino. Tiragem 05/20.

“Bichinhos”, 1990.
Gravura em metal colorida colorida de Jose Igino. Tiragem 05/20.

Suas gravuras são batizadas com nomes que são reminiscências de sua infância e de seu mundo.  Mas tudo isso é explicado verbalmente, porque visualmente não é direto ou claro. É um mundo muito particular, graficamente muito bem resolvido. Trabalha no Ingá como funcionário da Oficina de Gravura e lá é que, observando as aulas dos diversos professores, foi começando a fazer gravura e a se entusiasmar. Hoje tira de letra a execução de qualquer técnica havendo experimentado todas. Ótimo impressor, imprime gravura para outros artistas.

“Bichinhos”, 1986, de José Igino. Gravura em metal colorida, tiragem 08/20.

“Bichinhos”, 1986, de José Igino. Gravura em metal colorida e relevo, tiragem 08/20.

Na entintagem de suas chapas, muitas vezes com várias cores na mesma chapa,  impressão complexa, executa um trabalho minuncioso, em edições de grande precisão. Sua habilidade manual porém já vem de longe, fazia pipas de papel de seda com grandes elaborações criativas. Hoje é gravador em metal, já tendo participado de Salões como o Carioca, o Nacional e outros. Um mundo de grande fantasia é encontrado na beleza plástica e na apuradíssima técnica de impressão de seu trabalho.

 Anna Letycia

CARLOS OSWALD, MESTRE DA GRAVURA BRASILEIRA

Na atualidade, o Brasil se encontra muito bem representado por artistas gravadores. Com a vinda da família real portuguesa ao Rio de Janeiro, em 1808, gerou grandes benefícios a, então, incipiente colônia do Brasil. Os milhares de objetos que chegaram ao País, ... leia mais

© Copyright 2010 - Todos os direitos reservados - Made with WordPress